fundo parallax

Sonho de escritor iniciante

SC, Itajaí, Enchentes 208 - QG em casa
Um QG em casa para gestão da crise
11 de Abril de 2017

Nesta noite sonhei que o meu primeiro livro, ainda em gestação, havia sido publicado. Com ele em mãos observo que a capa não era a que eu tinha imaginado. O título também não.

 
N esta noite sonhei que o meu primeiro livro, ainda em gestação, havia sido publicado. Com ele em mãos observo que a capa não era a que eu tinha imaginado. O título também não. Mas por que não? Talvez seja uma boa opção.

Tento recordar o sonho. A capa mostrava a imagem de uma terra arrasada com casas destruídas por uma enchente de lama. Lembrava o pós Mariana em Minas Gerais. Deve ter sido porque recentemente, assisti na TV aberta, uma reportagem sobre a tragédia causada pela Samarco e todo o atraso para recriar uma nova cidade para os moradores que sobreviveram. O meu livro com o título provisório "Três Anos a Bordo da Rede Social Arca de Noé" tem como pano de fundo as enchentes que se abateram sobre o estado de Santa Catarina em novembro de 2008. Quanto ao título não consigo resgatar nenhuma palavra, mas me recordo que era composto por uma palavra seguida do sinal de interrogação e mais duas ou três palavras. Nessa questão ainda não não cheguei a nenhuma conclusão e estou derrapando entre: "Tragédias Socioclimáticas Voltam Quando As Esquecemos" e "Na Próxima Enchente Você Será Vítima Ou Voluntário?".

 

No último dia 27 de julho, quinta-feira da semana passada, preenchi o formulário "Seja nosso autor" no site de uma editora. Inscrevi o livro como obra inacabada e escrevi um resumo e um sumário. Para minha surpresa, nesta terça-feira (1º), recebi uma resposta na qual eles lamentam informar que a proposta de publicação não se alinha ao projeto editorial e se oferecem para indicar uma empresa de publicação própria. Trata-se de um modelo de negócio no qual escritores iniciantes como eu podem contratar um combo de serviços para publicação de livros.

Continuo sonhando...

Deixe uma resposta